Videos preferidos do dia

Loading...

Pesquisar este blog

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Ela havia ... (Cap 9)

 ... Se acostumado com as coisas da vida, ela estava tão bem!
Embora quisesse mentir para se mesma, seu coração ainda sentia falta dele e nada como os dias para preencher a falta do seu príncipe. O príncipe que morreu na guerra lutando com monstros e dragões já era um conto de fadas ao qual não haveria final feliz, mas como todas as pessoas precisam de alguém para compartilhar nem sejam os momentos bons e ruins lá vinha outro príncipe de um reino distante num cavalo branco vinha de uma batalha cansado e perdido.
Quando viu a bela moça do alto de uma pedra sentada a chorar perguntou:
- O que fazes a aqui a chorar?
E ela logo responde:
- A dor que sinto agora ninguém entende por isso estou aqui sozinha. Perdi meu amor. Detesto guerras e conflitos pois são as guerras que nos tiram quem mais amamos.
Ele logo a respondeu:
- Eu sei que sua dor vai passar, tenha fé.
Ela o responde:
- Quem é você, eu nunca o vi nessas redondezas?
O príncipe sorri e fala:
- Sou príncipe Frederico II do reino COLLEN estou perdido e vim de uma batalha em DEHON, estou ferido e com fome me perdi dos demais cavalheiros.
Ela muito sem graça fala desesperadamente:
- Vossa majestade me perdoe e logo faz reverencia. Pode me acompanhar moro no palácio real. Sou filha do Rei Jorge III e me chamo Alycia será um prazer recebe-lo.
Ele ficou muito feliz e ela já estava encantada com o belo príncipe que aparecia em sua vida.


Assim foi onde tudo começou quem diria que tudo isso fosse realidade embora a bela moça acordou de um belo sonho onde vivia no reino TREBUK onde era o reino dos deuses e onde todos viviam em paz apesar as guerras. Lá era um reino pequeno e tranquilo ondes todos lutavam pelos seus direitos onde o rei era bom e defendia seu povo.

Como ela gostaria que seu sonho fosse realidade e mesmo acordada ela fechou os olhos e imaginou ela e seu príncipe olhando o reino do alto do palácio.

Um aprendizado ela tirou do seu sonho nada como um novo amor para remediar a dor!

E assim ela se viu feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário